Blog WireMaze

Apps autarquias wirecityfyapp 1 847 450
2021/04/08

Caminhamos, juntos, para garantir que estamos cada vez mais próximos dos cidadãos?

Seguimos de uma temporada em que lidar com a tecnologia, foi mais que obrigatória. Do trabalho remoto à comunicação entre família e amigos. Tudo à distância de dispositivos móveis, como os telemóveis.

Ao longo destes últimos meses, temos divulgado alguns dados no nosso blog, que recordamos:

  • A Internet proporciona o acesso à maior montra de conteúdos da atualidade;
  • Quase a totalidade dos portugueses tem telemóvel, fonte: Anacom, 2019;
  • Três terços da população acede à Internet através do seu dispositivo móvel, fonte: Anacom, 2019.

Há uma compreensão no quão importante se torna termos a tecnologia ao nosso dispor e que potencia o acesso móvel.

O acesso gera a proximidade e, consequentemente, o sentimento de pertença. Os seres humanos são seres relacionais e de pertença. Se fomentarmos estas duas características vamos ao encontro das condições básicas de cada um e promovemos, ainda, a confiança e o bem-estar.

As aplicações móveis compatíveis com sistemas iOS e Android são paradigmáticas da potencialidade de criarem relação com a autarquia local, senão vejamos:

  • Envio de sugestões ou reclamações com apenas dois toques no telemóvel (e obtenção de respostas pelo mesmo meio);
  • Acesso às notícias e eventos, em tempo real, através da receção de notificações;
  • Registo de ocorrências: um candeeiro avariado, um buraco na estrada, um equipamento avariado, entre diversas situações em prol da melhoria da localidade;
  • Consulta de informações locais como as farmácias de serviço.

De forma que o nível de relacionamento com o cidadão seja maior, as aplicações móveis podem integrar com soluções WireMaze, tais como:

Tudo na palma da mão do cidadão e com a rapidez que acede a outra qualquer aplicação, mas esta tem outro valor: é a da nossa autarquia, da nossa cidade, da nossa vila. Sentimento de pertença, recorda-se?

Alguns clientes têm dúvidas na diferença entre um website responsivo e uma aplicação móvel. A questão é legítima, visto que grande parte dos websites são responsivos em qualquer dispositivo móvel, seja um telemóvel ou um tablet, a informação que nele consta é exatamente igual à de uma aplicação móvel. Mas será mesmo assim?

A resposta é negativa. Não tem nada a ver. Há explicação para isso:

Funcionalidade:

As aplicações móveis são construídas e estão orientadas para os diferentes sistemas operativos integrando assim outras funcionalidades que são específicas dos mesmos.

Velocidade:

É muito mais rápido o acesso através das aplicações, por uma razão particular: o toque é feito em “botões” e, na nossa mente, tudo é mais simples e orientado para o que realmente nos interessa. A base está num interface intuitivo.

Reconhecimento:

É certo que tem no ecrã central do seu telemóvel as aplicações que mais usa com regularidade. O acesso torna-se mais rápido e curto. Facilmente reconhece o ícone da app, que por acaso até é o logótipo da sua autarquia. O aspeto gráfico? As imagens do seu concelho? Estes fatores são apelativos e vão fazer com que o cidadão se identifique mais com a sua autarquia.

Offline:

A maior parte dos conteúdos de uma aplicação pode estar acessível, mesmo sem ter conexão à Internet. Mais uma vez, a questão do acesso é garantida, em qualquer altura e em qualquer lugar.

São razões mais que suficientes para justificar um investimento na área da mobilidade/proximidade e nas aplicações em particular.

Qual é a experiência da WireMaze e como vos podemos ajudar?

A resposta daria para mais uma boa quantidade de artigos, contudo proponho o seguinte: nesta fase indicamos alguns dos clientes que ajudamos a aumentar a proximidade com o cidadão com esta solução. A segunda fase é agendarmos uma reunião e mostrar-lhe como podem começar a trabalhar connosco em prol da sua comunidade e da sua autarquia. Combinado?

Seguem alguns clientes de wireCITYapp:

Maia, Aveiro, Paredes, Vila do Conde, Anadia, JF Matosinhos Leça da Palmeira, Valpaços, Esposende, Grândola, entre outros.

Aguardamos o seu contacto para a próxima fase e darmos início à renovação da imagem e comunicação da sua autarquia.