Blog WireMaze

Positividade 1 847 450
2020/03/17

Semeie e colha positividade

O novo COVID-19 veio abalar a rotina de uma autarquia e acima de tudo da sociedade.

De momento, Portugal está a lidar com a pandemia mundial. As autarquias têm feito um trabalho exemplar no apoio às suas comunidades. No entanto, o medo e a insegurança prevalecem.

Após anunciado o pedido de isolamento profilático, muitos cidadãos não compreenderam o quão importante era este procedimento. Como consequência o número de casos positivos com o vírus continua a aumentar.

As autarquias ao terem a responsabilidade municipal da proteção civil a nível local e nas suas competências a acção social, são a primeira linha da frente de batalha da administração pública.

Como é que as autarquias podem ajudar neste processo de combate à pandemia?

Abaixo referimos alguns exemplos que reunimos, organizados por 3 pilares - comunicação, transparência e participação.

nota: os exemplos são todos de clientes da WireMaze, mas nem sempre usaram soluções da WireMaze. É meramente uma colectânea de bons exemplos.

Caso tenham um bom exemplo que queiram partilhar, temos todo o gosto em acrescentar à lista infra. 

 

Comunicação
  • Ajudar a comunidade a manter a serenidade, transmitindo preocupação com as pessoas e em simultâneo uma ideia de futuro positivo.

Valongo publicou um video no Facebook.

  • Criar um micro-site com toda a informação de interesse local, nomeadamente listagem de ligações a sites fidedignos, Perguntas Frequentes, Plano de contingência municipal, etc.

Águeda lançou o site http://covid19.cm-agueda.pt/ 

Albergaria criou uma página especifica com toda a informação.

  • Priveligiar a comunicação video com os munícipes, em detrimento da escrita, de forma a "dar uma cara" à solução 

Verifique o video de Águeda

 

Transparência
  • Reporte publicamente todas medidas tomadas (mesmo as menos populares) e os motivos 

Vila Nova de Cerveira enunciou todas as medidas tomadas à data e a sua visão para o futuro.

 

Participação
  • Crie canais de auxílio às respostas sociais de emergência para o cidadão

A União de Freguesias de Matosinhos-Leça tem na sua aplicação móvel o "- solidão, + vida", que permite a sinalização de idosos e cidadãos mais vulneráveis e em isolamento social

Arcos de Valdevez e Matosinhos criaram linha de apoio às pessoas com necessidades sociais

  • Permita ao cidadão interagir com os serviços municipais através do balcão do munícipe online

Paredes, Guimarães e Odemira, entre muitos outros, têm os formulários disponíveis online, bem como permitem a consulta dos processos. 

  • Promova novos serviços adaptados ao contexto

Aveiro possibilita a entrega ao domicílio de bens de primeira necessidade adquiridos nos mercados municipais 

Porto de Mós além de bens de 1ª necessidade criou uma linha de apoio psicológico e social

 

Neste momento conturbado as autarquias devem:

Transmitir serenidade. Ser parte da solução e ajudar a controlar os ânimos.

Comunicar regularmente. Sem alarmismos, mas com assertividade e sempre coordenado com toda a estrutura de comando.

Partilhar as boas práticas dos munícipes, por exemplo notícias de histórias inspiradoras ou vídeos motivacionais para que as pessoas cumpram o tempo de quarentena;

 

Mas acima de tudo devem transmitir confiança.

Nesta altura tão conturbada devemos todos priorizar o bem-estar de todos os cidadãos. Os Municípios têm trabalhado arduamente para garantir que esta pandemia seja controlada o mais breve possível.

As autarquias portuguesas estão de parabéns, mas o caminho continua e ainda há muito para percorrer. Agora... e após a pandemia passar.

 

Nunca se esqueça que, juntos, promovemos cidadania.