Blog WireMaze

Mobiler hand smartphones 1 847 900 1 847 450
30 Janeiro 2018

Quer Saber Os Temas Quentes Para 2018?

“Com o novo dia vem uma nova força e novos pensamentos”
Eleanor Roosevelt

Acreditamos que ao simplificar a vida da administração pública podemos ajudar a criar uma sociedade livre, justa e solidária. Para tornar o serviço que prestam aos munícipes ainda mais eficaz, utilizando as mais recentes ferramentas e estratégias, compilámos os temas a apostar em 2018.

Em 2017 as autarquias, através de um forte esforço direto e algum financiamento à modernização administrativa, apostaram em:

  • Transparência
  • Participação
  • Qualidade dos seus websites
  • Disponibilização de apps móveis aos munícipes
  • Inovação dos canais de recrutamento
  • Preocupação em torno do turismo acessível ou sustentado

Tal resultou em inúmeros prémios conquistados pelos nossos clientes e um orgulho imenso para todos os colaboradores da WireMaze. Entre os quais destacam-se:

  1. Prémio Navegantes XXI de Melhor Projeto Digital Município 2017 para o projeto Águeda Citify.
  2. No top 10 do índice da transparência estão presentes 5 autarquias clientes, com Alfândega da Fé em primeiro lugar.
  3. Em 1º e 3º lugar do estudo da Presença na Internet das Câmaras Municipais Portuguesas, encontram-se as câmaras de Murça e Bragança, respetivamente. Relativamente ao critério “Conteúdo”, o pódio foi preenchido pelos nossos clientes e o critério “Usabilidade e acesso à informação” a WireMaze alcançou 12 das 15 primeiras autarquias.
  4. A Melhor Prática em Tallinn no Festival Internacional de Cidades URBACT, no âmbito do orçamento participativo, foi atribuída à Águeda.

E em 2018? Quais são os temas escolhidos pelos políticos, responsáveis de comunicação e informática?

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Sinónimo de automatização dos processos mais demorados e dispendiosos. Permite, atendimento e serviço 24x7 com tempos de resposta curtos, uma das principais exigências da sociedade atual de consumo. A nível internacional tem aumentado uso de chatbots inteligentes que interagem com o cidadão, esclarecem dúvidas, orientam o utilizador na pesquisa de informação ou auxiliam a submissão de pedidos.

PROTEÇÃO DE DADOS

Cada vez mais frequentemente as informações sensíveis são recolhidas via online, sendo que o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) introduziu novas terminologias para as autarquias. Direito ao esquecimento, registo de aceitação de termos de acesso, controlo no acesso a informação sensível, portabilidade dos dados e registo da ação do encarregado de proteção de dados, são alguns exemplos de segurança quotidiana. Os serviços em cloud serão utilizados para acautelar assuntos em torno da cibersegurança.

TRANSPARÊNCIA E PARTICIPAÇÃO

Mais do que disponibilizar a informação o desafio será torná-la clara e oportuna. O cidadão atual, cada vez mais informado e exigente, confia que a transparência está presente em todos os processos. Espera ser ouvido e envolvido nos momentos de decisão, pois trata-se do futuro do seu meio envolvente. Assim sendo, após vários anos de transparência ou participação “on demand”, em 2018, a tranparência e participação passam a ser “by default”.

E como isto se refletirá em termos práticos?

Atendimento ao munícipe – passarão a incluir chatbots para prestar um atendimento 24x7 ao cidadão. A integração com o Facebook irá permitir a conversa inicie nas redes sociais, mas continue conforme o cidadão navega no site, garantindo acompanhamento e recolha de informação imediata para a melhoria do serviço.

Proteção de dados – atualização de portal autárquico, de balcão de munícipe e app de munícipe consoante as funcionalidades obrigatórias pelo RGPD.

Serviços cloud – de forma a aumentar as performances na disponibilização dos sites e serviços ao munícipe. Critério fundamental para os motores de busca, bem como para os índices de avaliação, reforçando também as políticas em torno da cibersegurança.

Website autárquico – excelente oportunidade para melhorar o User Experience tornando o site responsivo e mais intuitívo ou até reformular a imagem para uma apresentação da informação visualmente mais apelativa.

Apps municipais – a utilização mais alargada deste canal permite colocar as informações essenciais mais acessíveis ao público possibilitanto notificações imediatas e pró-ativas, capitalizando esse investimento.

Transparência e participação pública – surgem novas abordagens, tais como, a gestão de reuniões e atas dos orgãos municipais, a criação de comunidades de discussão, o uso da moeda virtual aplicado a novas metodologias de participação, entre outros.

Vertente turística – frequente uso de chatbots na interação com o utilizador. Através da criação de ambientes mais imersivos ao turista que os envolvem em jogos de conhecimento (ex: peddy paper) ou descoberta (ex: geocaching, cadernetas de rotas). Quando agregadas às soluções de Big Data essas ferramentas são ainda mais eficazes, pois permitem analisar o perfil do visitante e sugerir automaticamente os produtos mais adequados.

Integrar esta tecnologia no canal app móvel e dispositivos de deteção ativa (ex.: beacons Bluetooth) irá criar redes capazes de reter o turista durante mais tempo e proporcionar uma experiência de maior qualidade.

A recolha de dados destes dispositivos de Internet of Things (IoT) irá dotar as autarquias de capacidade de decisão impar sobre o seu território e, o mais importante, uma maior proximidade com o cidadão.

2018 SERÁ UM ANO DE DESAFIOS

  • Desafio para a capacidade de execução de um número elevado de projetos em 12 meses;
  • Desafio de conseguir em simultâneo manter ou aumentar a qualidade do serviço prestado ao munícipe;
  • Desafio de comunicar de forma eficiente as alterações obrigatórias da lei, sem prejudicar a lógica de simplificação adotada nos últimos anos.

Por uma sociedade melhor, mais evoluída e conectada!

Se pretender saber mais sobre a forma como a WireMaze aborda esta visão de futuro da sociedade, visite o nosso website.