Blog WireMaze

Lgp virtual sign dark 1 847 450
15 Novembro 2019

Agora a sua autarquia pode comunicar com todos.

Hoje, 15 de novembro, Dia Nacional de Língua Gestual Portuguesa, a autarquia de Guimarães dá um passo gigante e inovador na comunicação com portadores de deficiência auditiva. O seu site autárquico dispõe de um intérprete digital que faz a tradução dos conteúdos para língua gestual em tempo real.


Pedimos ao Dr.º Ricardo Costa, Vereador da Câmara Municipal de Guimarães para apresentar a sua perspetiva sobre esta ferramenta.

"Em Guimarães pautamos por modernizar os serviços para servir mais e melhor o cidadão. Servir a todos, sem exceção, requer atenção às diferenças, neste caso especifico, a comunidade surda, que tem barreiras desde logo na comunicação. Esperamos com esta iniciativa inovadora ajudar a quebrar essas barreiras.

Mais uma vez Guimarães está na linha da frente do que melhor se faz, apresentando uma solução inovadora e inclusiva, o portal do Município de Guimarães como o primeiro site autárquico que disponibiliza um avatar de Linguagem Gestual Portuguesa que faz tradução automática de todos os textos."


Comunicar, o conceito primordial na base de uma sociedade. Este é o ato de relacionar-se com o outro, que implica a interpretação e compreensão da mensagem emitida. Esta definição está enraizada na essência de cada um mas em 2019 ainda existem muitas barreiras na comunicação.

Em Portugal existe uma comunidade que continua a ser prejudicada no seu quotidiano, a comunidade dos surdos. Além de terem de lidar com a sua limitação estes enfrentam dificuldades em comunicar.

A falta de informação e consciencialização são os pontos de partida no bem-estar da comunidade dos surdos. “Nós estamos cá há várias gerações e as pessoas ainda não conseguiram abrir a mente e aceitar as diferenças, não é as deficiências é as diferenças de cada um. Falta abrir as mentes e corrigir esse pensamento” afirma uma pessoa surda quando lhe perguntam “No mundo dos ouvintes, o que falta mudar?” no programa “Acende a Luz Para Eu Te "Ouvir"” da RTP.

80% dos surdos têm uma educação insuficiente ou problemas de literacia, baixa capacidade oral e condições de vida caóticas, segundo estudos internacionais. As principais dificuldades não decorrem da surdez em si, mas da falta de conhecimento da língua falada.

No caso de Portugal, os números não são específicos e diretos mas a Federação Portuguesa das Associações de Surdos tem feito um trabalho árduo, juntamente com diversas Associações Portuguesas de Surdos espalhadas pelo território nacional no apoio à educação, justiça, emprego e acessibilidades.

De momento, nem todos os surdos são capazes de ler a língua portuguesa falada, pois é a segunda língua deles. No quotidiano, estes têm de lidar com dificuldades extremas na comunicação com os ouvintes.

O Presidente da Associação Portuguesa de Surdos, João Rodrigues, aborda que a utilização de intérpretes é das soluções fundamentais na comunicação entre surdos e ouvintes. Aponta, também, que a necessidade de um intérprete em diferentes ambientes, como na prestação de serviços é crucial para dar à comunidade dos surdos confiança para se tornarem em cidadãos mais independentes.

Esta questão é pertinente pois o dever de uma autarquia passa, também, por quebrar as barreiras de comunicação e fazer com que todos os munícipes se sintam incluídos nas atividades da mesma. Mas como é que isso é possível?

  • Criar maior proximidade com as associações locais;
  • Promover atividades de inclusão social;
  • Disponibilizar ferramentas que quebrem barreiras de comunicação entre os surdos e ouvintes.

Nos dias de hoje, a acessibilidade nos meios digitais tem vindo a evoluir, mas ainda existe um longo percurso a percorrer pois nem todos os sites estão preparados a 100% para qualquer leitor.

 

 

A partir de agora, a sua autarquia poderá comunicar sem restrições usando o VirtualSign, a nova ferramenta que faz a tradução de texto para a língua gestual portuguesa. A sua presença digital passa a ser acessível a todas as pessoas com surdez.

VS-avatar

As funcionalidades que pode encontrar no VirtualSign:

  • Avatar de Língua Gestual Portuguesa;
  • Integração nos canais digitais das autarquias, por exemplo: website e apps;
  • Tradução em tempo real;
  • Redução de barreiras linguísticas;
  • Fácil usabilidade.

Torne-se numa autarquia exemplar e comunique para todos os seus munícipes! Fale connosco agora.