Blog WireMaze

Juventude wireforms campanha 1 847 450
24 Setembro 2019

Saiba como Paredes tem alcançado sucesso na interação com os jovens

Presentemente, as autarquias lidam com um grande desinteresse dos jovens nas atividades do município.

  • Mais de metade dos jovens a nível mundial não se sente representada pelos seus governos;
  • 57% dos portugueses entre os 15 e os 24 anos não revelam qualquer interesse na política;
  • É através das redes sociais que mais revelam os seus comportamentos cívicos.

 

As petições são dos atos que mais agradam os mais novos (15-34 anos)

O preenchimento online de um formulário simples para demonstrar a sua opinião, é um procedimento cada vez mais comum entre jovens.

Como comunicar com as comunidades mais jovens da sua autarquia?

Uma pergunta que ouvimos dos nossos clientes recorrentemente é “Está a minha autarquia a comunicar bem com os jovens?“.

Faça o teste!

Responda aos 3 indicadores infra com honestidade e tire conclusões:

  1. Pertence aos 59,4% de municípios que não têm um orçamento específico para intervenção na área da juventude?
  2. A comunicação com a camada mais jovem do município é adequada aos tempos em que vivemos em termos de canais e forma de expressão?
  3. Faz escuta ativa ou passiva?

 

As autarquias com quem trabalhamos têm abordado este problema de várias formas. Destacamos:

  • Educar os pais – incentivos de participação em família;
  • Criar a persona digital da autarquia, desenvolvendo um plano de comunicação digital;
  • Demonstrar que as suas ações fazem a diferença através da implementação das iniciativas sugeridas e orçamentos participativos;
  • Envolver das escolas na educação cívica dos alunos;
  • Criar de iniciativas em parceria com associações de juventude locais;
  • Facilitar os canais de recolha de feedback através de inquéritos, aplicações de ocorrências do tipo “na minha rua”, e outros.

 

Numa primeira instância, é muito importante a autarquia compreender o que pode ser melhorado. Identificar de seguida os canais de comunicação mais utilizados pela juventude local para desenvolver e evoluir a sua relação com a comunidade jovem.

A comunicação tem que deixar de ser da autarquia para a comunidade (monólogo) e passar a ser um diálogo, onde ambos conversam e desenvolvem a sua relação. A presença digital é a estratégia mais eficaz para esta comunicação simples e direta.

Na presença digital deve investir em ferramentas e conteúdos que incentivem os jovens a comunicar com a autarquia, como por exemplo:

  • Criar páginas com as atividades que desenvolve no município;
  • Permitir as inscrições para as iniciativas no site da autarquia;
  • Criar formulários de contacto direto com o departamento da Juventude.

Estas mudanças irão fazer com que os jovens do seu município estejam mais conscientes do trabalho que é desenvolvido para os mesmos. Consequentemente, irá conseguir obter um feedback mais autêntico e maior participação nas atividades.

“Podemos dizer que os partidos que não atraem jovens estão em perigo de extinção”, disse a jornais locais Daniel Calvo, um analista político independente da Costa Rica.

Esclareça todas as suas dúvidas.

 


 

Caso prático da Câmara Municipal de Paredes

O departamento da Juventude decidiu usar o site autárquico como meio de comunicação direta com a comunidade mais jovem nomeadamente na divulgação das atividades e formulários de inscrições.

1. Um dos principais usos do wireFORMS foi a inscrição em eventos da juventude. Que benefícios identifica?

Alcina Costa da Câmara Municipal de Paredes: O Sector da Juventude utilizou o wireFORMS para a inscrição no programa “Ocupa-te” e foi um sucesso!
Foram rececionados cerca de 500 formulários.
A utilização do wireFORMS permitiu ao setor da Juventude implementar uma forma nova de comunicar com os jovens do concelho, diminuindo a utilização do papel e de outras plataformas genéricas como a Google Forms.
Trata-se de uma plataforma intuitiva, de fácil acesso aos cidadãos, permitindo quer ao cidadão, quer à autarquia a confirmação da submissão do formulário e respetivos documentos anexos. Além disso, é uma plataforma que permite a submissão sem a necessidade um registo prévio, o que facilita a sua utilização.

2. De que forma o vosso trabalho melhorou?

AC: O trabalho foi facilitado na medida em que no backoffice temos acesso imediato aos formulários e respetivos documentos, sem necessidade de recurso a várias plataformas.

3. De que forma influencia a comunicação com os munícipes, tanto da parte dos mais jovens como dos seus encarregados de educação?

AC: A utilização do wireFORMS permitiu aos jovens e aos encarregados de educação o acesso aos formulários de inscrição a qualquer hora do dia sem necessidade de registo e/ou deslocação ao serviço de atendimento ao munícipe.

 


 

A missão da autarquia em envolver a juventude é uma tarefa árdua e complexa. No entanto, a nossa experiência mostra que a implementação de mudanças simples em processos diários resulta numa aproximação da juventude com o município. Para saber mais não hesite em contactar.